BRANCO

No Douro existem grandes vinhos brancos para serem descobertos.
Os vinhos secos são produzidos por lotação de várias castas como a Malvasia Fina, o Viosinho, o Gouveio e o Rabigato.
Brancos para consumir jovens: De cor pálida, com refrescantes aromas a fruta (citrinos e outros frutos de árvore) e florais, na boca são equilibrados mostrando a sua juventude. São um bom acompanhamento de pratos de peixe, saladas, podendo ainda ser bebidos como aperitivos. Devem ser consumidos a uma temperatura entre os 8º e os 10 ºC.
Brancos de guarda: Apresentam boa intensidade aromática e boa complexidade e geralmente Entrada fermentam ou estagiam em madeira, apresentando nesses casos uma cor dourada e aromas tostados e de fruta tropical. No palato são cheios e persistentes. Acompanham bem pratos de peixe gordo como o salmão ou o bacalhau, podendo também ser servidos com frango ou coelho acompanhados de molhos suaves. A maioria destes vinhos ostenta a designação Reserva e Grande Reserva e devem ser servidos a uma temperatura que ronde os 12 ºC. Poderá guardá-los alguns anos até os consumir.

Fonte: IVDP 

Rola Late Harvest

Região: No Douro, Património Mundial, nasce este produto de excelência e qualidade, de características tradicionais.

Vinificação: Vinificadas em Novembro de 2016 com introdução do fungo Botrytis cinérea, fungo responsável pela Podridão Nobre.

Uvas desengaçadas, ligeiramente esmagadas em prensa pneumática, sendo o mosto resultante decantado para cuba de aço inox durante 24 horas. 

Rola Branco Douro DOC

Região: No Douro, Património Mundial, nasce este produto de excelência e qualidade, de características tradicionais.

Vinificação e envelhecimento: Uvas desengaçadas, ligeiramente esmagadas em prensa pneumática, sendo o mosto resultante decantado para cubas de aço inox de 2.500 litros durante 24 horas. 

Rola Branco Reserva Douro DOC

Região: No Douro, Património Mundial, nasce este produto de excelência e qualidade, de características tradicionais.

Vinificação e envelhecimento: Uvas desengaçadas e com maceração pelicular a 8° Celsius, depois são ligeiramente esmagadas em prensa pneumática, sendo o mosto resultante decantado para cubas de aço inox de 2.500 litros durante 24 horas.

Decorre a fermentação alcoólica a 14° Celsius.